quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

PROFESSORES E SUPERVISORES CONCLUEM O PROINFO INTEGRADO

Na noite do dia 14 de dezembro, 43 profissionais da rede de ensino municipal de Currais Novos concluíram o Programa de Introdução a Tecnologia Educacional - Proinfo. A solenidade do encerramento aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Educação com a presença dos formandos e da tutora Paula Edilma por ocasião do I Festival Multimídia do PROINFO Integrado. De acordo a tutora, a maioria dos cursistas foram comprometidos com o curso. “Isso foi gratificante’. A evasão foi muito pequena, cerca de 5,1%, o que demonstra que os nossos professores estão cada vez mais interessados em qualificação”, disse Paula Edilma. De acordo, com Genilda, supervisora, “Este curso veio aprimorar a prática pedagógica, despertando novas formar de trabalhar com os alunos”. A professora Lucineide ressaltou: “Hoje me sinto capaz de planejar uma aula utilizando as diferentes mídias, dando oportunidade aos alunos de utilizarem as ferramentas na escola”.

O festival foi um momento de troca de experiências, em que a equipe da Escola Municipal Professor Salustiano Medeiros apresentou um criativo relato do trabalho no laboratório utilizando vídeos que estão sendo produzidos na escola para registro das atividades. Ainda ressaltamos o trabalho da Escola Municipal de Nossa Senhora, que apresentou o laboratório de informática aos educandos, utilizando a contação de histórias, aplicou atividades escritas, foi um lindo momento de dinamização no laboratório. Os profissionais da Escola Municipal Justino Dantas socializaram o seu trabalho que envolveu os educandos na inclusão digital abordando a temática das plantas e explicando sobre a construção de slides. As supervisoras da Creche Edinólia Melo, com a temática Educar, Brincar e Cuidar: Um desafio nos dias atuais dinamizou o laboratório da creche envolvendo as crianças para a utilização das novas tecnologias da educação. Quanto aos profissionais da Escola Municipal Professora Trindade Campelo, abordaram o tema Cyberbulling, utilizando o blog da escola para que os alunos postassem comentário a respeito do tema envolvendo a divulgação e acesso blog. A equipe da Escola Municipal Cipriano Lopes Galvão, trabalhou pesquisa na internet com a temática do lixo, produzindo um slide com muitos recursos, que beleza! O Centro Municipal de Ensino Rural apresentou o laboratório aos alunos da creche que ficaram encantados com o computador. Os profissionais da SEMEC, abordaram a temática: Transformando as práticas pedagógicas com o poder da tecnologia, destacando a importância do Portal do Professor para melhoria das ações.

Parabenizamos a todos pelo belíssimo trabalho e que em 2010 possamos contar com todos no próximo módulo.

Por Paula Edilma


sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

ENCERRAMENTO DO PROGRAMA "SE LIGA"- INSTITUTO AIRTON SENNA


O Instituto Ayrton Senna está presente no município de Currais Novos através dos Programas Gestão Nota 10, Circuito Campeão e " Se liga", este com o objetivo de trabalhar com os alunos de distorção idade série.
Em 2010, o Programa "SE LIGA" atuou nas escolas municipais Trindade Campelo, Francisco Leonis e Ausônio Araújo com a participação de 60 alunos. O mesmo foi coordenado pela técnica da SEMEC Alaíres Maria O. Vital , supervisão de Maria de Fátima Moura e das seguintes professoras: Maria de Fátima Félix, Francisca Félix e Rosa maria.
Para culminar com êxito esse trabalho, realizou-se nesse dia 10/12/2010 uma confraternização no auditório da SEMEC, exaltando a alegria, emoção e reflexão do dever cumprido.
Tivemos como destaque apresentações culturais e recebimento dos certificados de conclusão.









quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

CURSO A DISTÂNCIA DE CONSELHOS ESCOLARES

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte em parceria com a Secretaria Estadual de Educação e Secretaria Municipal de Educação encerra a FASE I da Formação Continuada - Curso a Distância de Conselhos Escolares, com a certeza de ter contribuido com a qualificação dos Conselheiros e do Conselho Escolar para melhoria da qualidade social da educação básica ofertada nas escolas públicas. A participação de todos os envolvidos nesse processo, foi e é essencial para um Gestão Democrática participativa e justa.
As técnicas da SEMEC/CN, Paula Edilma e Ana Luiz participaram do curso e consequentemente do encerramento que realizou-se no hotel PRAIAMAR, nessa terça feira (07/12/2010).

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

RESULTADO DO PRÊMIO CONSTRUINDO A NAÇÃO 2010

Divulgamos o resultado do Prêmio Construindo a Nação 2010 com muita alegria pois A Escola Municipal Trindade Campelo ficou em 1º lugar na categoria Ensino Fundamental com o projeto : Literatura e Cidadania- a leitura como meio de inserção cultural e desenvolvimento social.

A realização desta edição do Prêmio é uma ação conjunta do Instituto da Cidadania Brasil e da Confederação Nacional da Indústria – Conselho Permanente de Responsabilidade Social e Serviço Social da Indústria - Nacional

O prêmio visa valorizar o papel do educador no processo de formação do seu aluno como cidadão e estimular os estudantes a participar ativamente dos projetos de sua escola preparando-os para a vida do país, pela relevância da aprendizagem tida na convivência com as demandas sociais das comunidades. Visa ainda motivá-lo a se tornar empreendedor e participar das soluções que inicialmente sua comunidade demanda, mas também das de sua cidade, estado e país.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Especialização Tecnologias em Educação PUC/Rio.






Nos dias 01 e 02/12, os professores Paula Edilma, Rosinelma Idalina e Maxsuel apresentam os trabalhos de conclusão do curso Especialização Tecnologias em Educação PUC/Rio.

O evento acontece no auditório da Secretaria de Educação e conta com a participação da Coordenadora da SEDUC, do Coordenador do Proinfo Integrado da UNDIME-RN, do Secretário de Educação do Estado do RN e de dois representantes da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC/Rio que realizam as avaliações dos trabalhos dos cursistas e a entrega de certificados aos especialistas.

Os temas apresentados pelos multiplicadores do município de Currais Novos foram:

A formação do professor para o uso das novas tecnologias – Professora Paula Edilma

Blog como múltiplas possibilidades de registro – Professor Maxsuel Batista

Inclusão Escolar: Um desafio constante- Professora Rosinelma Idalina

Parabéns aos novos especialistas!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Olimpíada de Língua Portuguesa

Relação dos finalistas por gênero para indicação dos vencedores
Categoria: Artigo de Opinião

UF Município Aluno Título do Texto Professor
1 AC Cruzeiro do Sul Mateus Albuquerque de Sousa A violência adentrou os muros de nossas escolas: e agora? Elisângela Oliveira Silva de Araújo
2 AL Arapiraca Marcia Santiago dos Santos Lobos disfarçados de cordeiros Maria Lucely Soares de Melo
3 BA Itabela Carla Mylena Santos Vasconcelos Cafezais: a polêmica troca dos colhedores pelas colhedoras LUCINEIA MARIA C. BERTOLDI
4 CE Trairi DEBORA RODRIGUES MESQUITA Sacolas descartáveis, vidas descartadas ELIZEUDA VITORIANO DE MOURA
5 ES Vila Pavão Nayara do Nascimento Gomes Enquanto luzes se acendem, o brilho da natureza se apaga EUZILANE XAVIER ALVES
6 GO Caldas Novas Bianca Sousa Soares Caldas novas que os turistas não vêem VANDELINA LIMA SOARES
7 MG Alfenas JESSICA BORGES VIANA Entre o tradicional e o moderno Elaine Prado Leite Souza
8 MG Alpinópolis EDERALDO SILVA LEANDRO Destruição de um patrimônio ou criação de uma nova história? Regina Célia Damasceno
9 MG Itatiaiuçu VANESSA CRISTINA DE MELO Futuro e mineração em um só horizonte TANIA MARIA DE S.GUIMARAES
10 MT São José do Rio Claro ANA PAULA NUNES DA SILVA Comodidade ou consumo consciente? Sinara Cristina Cancian Volpe
11 PB Pedra Lavrada Rossana Dias Costa Desenvolvimento? ROMANA LÚCIA MEIRA SAMPAIO
12 PR Cerro Azul Patricia Talita Pedroso Energia limpa Aguinalte Antonio Brine
13 RO Alvorada do Oeste Kesia Santana Cardoso Construção de presídio gera polêmica Álvaro Augusto Monteiro Chaves
14 SE Porto da Folha Naiane Acacio Bezerra Lima O casamento do xocó com os não índio(a) Daniela Souza dos Santos
15 SP Limeira Thairiny Cristiane Ribeiro O problema que ofusca o brilho Flaviana Fagotti Bonifácio

UF Município Aluno Título do Texto Professor
1 AM Manaus Wellington Mota Gama
Modernização a custa de desfavorecimentos ou apenas
organização visando a modernização? Maristela de Fátima Marchante
2 CE Fortaleza VICTOR SANTOS CANDEIRA Aquário faraônico Lilavati Lírian de Oliveira Marinho Santos
3 GO Amaralina Kalebe dos Anjos Amaral Um toque para um futuro melhor MAURA FERREIRA DE OLIVEIRA BORGES
4 GO Goiânia Paola Cristine Hungerbulher Trânsito e qualidade de vida: é possível conciliar? EDINEIA DE LOURDES PEREIRA
5 MA Imperatriz Maria da Conceição Fonseca Barros Eucalipto: progresso ou retrocesso Ízea Folha Damasceno Santos
6 MA Pinheiro Mayara Martins Pereira Festas: diversão versus indignação Rosa de Maria Sarges Lima
7 MA Presidente Juscelino Lúcia de Fátima Leite Gomes Munim entre a vida e a morte MARIA DA CONCEIÇÃO APARECIDA COIMBRA COSTA
8 MG Coronel Xavier Chaves ÉVERTON JOSÉ DE SOUSA Por água abaixo MARIA DO CARMO P.CHAVES
9 MG São Sebastião do Paraíso FRANCIELLI ROSA DIAS Paraíso, em busca da sustentabilidade Eneida Maria D.Pádua
10 MT Guiratinga RENATA GASPAR DA SILVA Será a volta do El Dourado guiratinguense? Maria Aparecida Barbosa de Anicésio
11 PB Picuí Izabel da Silva Rodrigues
Quais as melhores maneiras de se resolver o problema do
destino do lixo em Picuí? DIRCINEIDE NEVES DANTAS
12 PE Cabrobó Caroene de Lima Araújo Velho Chico: progresso da região e esperança do povo LORENNA RODRIGUES DE NOVAES SAMPAIO
13 PR Carambeí Jessica Aparecida Paulino Vale a pena vender a saúde? Joao Amauri Palhano
14 PR Curitiba Anny Thaise Fogaça Capital ecológica não é lixão! Rosicléia Bonsenhor grzelkovski
15 PR Tamboara Kelly Cristina Lobianco da Costa Esgoto sanitário: saúde e preservação Vanicléia de Oliveira Sousa Rebelo
16 RJ São José do Vale do Rio Preto JACKELINE DA SILVA MELLO Agrotóxico: um mal com o qual ainda convivemos MARIA ANUNCIAÇÃO DA SILVA
17 RN José da Penha Hildegna Moura da Costa A transposição do Rio São Francisco: sonho ou pesadelo? Edísio Holanda Rego Júnior
18 RS Pantano Grande Graziela Rodrigues Lucas Quem é o verdadeiro culpado? Caroline Pinto Salgueiro
19 RS Santa Margarida do Sul Elisama Miiller Rodrigues Oliveira Agroquímicos: uma reflexão Luiz Carlos Leivas Saldanha
20 SC Romelândia ANGELA ISAIAS Privatização ou Privação de Direitos? Simone Berwian dos Santos
21 SP Caraguatatuba Rafaella Santana Arouca Caraguatatuba a todo gás Maria Célia Destefani Rossit
22 SP Guarulhos Lucas Bezerra dos Santos Rodoanel: progresso versus natureza VERA REGINA GUARANEZ
23 SP São Joaquim da Barra Jéssica Fernanda Nascimento Pasquim Acolher é proteger? Tânia Valéria dos Santos Branco Bortoleti
24 SP São José do Rio Preto Daniel Felix Valsechi Habitantes do mesmo habitat VICTOR MANCERA VITER

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Olimpíada de Língua Portuguesa

Olimpíada define os 38 alunos finalistas do gênero artigo de opinião
Sexta-feira, 19 de novembro de 2010 - 11:12
São Paulo — Artigo de opinião é um tipo de texto que contempla a liberdade de expressão e a exposição de argumentos contra ou a favor de determinado assunto. Jovens do segundo e do terceiro anos do ensino médio de escolas públicas brasileiras foram incentivados a elaborar uma redação com base nesse estilo, e 125 deles chegaram à semifinal da Olimpíada da Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro de 2010.

Na noite de quinta-feira, 18, em São Paulo, 38 concorrentes foram escolhidos como finalistas. Desde terça-feira, 16, os estudantes estavam reunidos na capital paulista para participar das oficinas de produção de texto e atividades culturais que compuseram a última fase regional da olimpíada. A etapa nacional, que selecionará 20 textos, está marcada para o dia 29, em Brasília.

O grupo de participantes da semifinal em São Paulo reunia jovens de diferentes lugares do país, com histórias de vida diversas e, principalmente, opinião sobre inúmeras situações que ocorrem nos lugares em que vivem. Desde a invasão de tribos indígenas por moradores da cidade até a expulsão das capivaras de um parque ecológico, os estudantes dissertaram sobre os mais variados assuntos.

Rossana Costa, 17 anos, do município de Pedra Lavrada, Paraíba, foi uma das selecionadas para a fase final da olimpíada. Grávida de sete meses, a jovem revela que quase desistiu de estudar quando descobriu que ia ser mãe precocemente. “Além do apoio dos meus pais e dos professores para que eu continuasse na escola, a olimpíada serviu de motivação para os estudos”, relata. Em seu texto, Rossana abordou o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e a preservação da natureza a partir do caso de uma empresa mineradora que se instalou em sua cidade.

Autonomia
— A secretária de educação básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar Lacerda, entende a olimpíada como política pública que reforça o direito de aprender de todas as crianças e jovens, o que garante autonomia ao indivíduo. “Não tem nada melhor do que poder argumentar e mostrar que você pode, sabe e quer. É o que esperamos dessa geração”, afirma.

Pilar também destaca a característica de formação de professores que a olimpíada apresenta. Para ela, esse é o principal objetivo da ação, já que induz o professor a incorporar novas práticas pedagógicas no dia a dia da escola.

A professora Rosicléia Bonsenhor, de Curitiba, é uma das finalistas da olimpíada, com a aluna Anne Fogaça. Ela concorda com a ideia de que o programa contribui para a formação dos docentes. “Em 23 anos de profissão, nunca tive um processo de formação tão intenso e motivador como nesses três dias da fase semifinal, por exemplo”, salienta.

Cada um dos alunos e professores semifinalistas recebeu medalha de bronze e pôde escolher obras na livraria montada no local do encontro, no valor total de R$ 200. Os finalistas ganharam, também, medalha de prata e ainda vão receber um aparelho de som portátil. A escola de cada um ganhará uma placa alusiva à competição.

O Lugar Onde Vivo é o tema desenvolvido nos quatro gêneros literários da olimpíada — crônica, poema, memórias literárias e artigo de opinião. Participaram da fase inicial cerca de sete milhões de estudantes de 99% dos municípios brasileiros. A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é promovida pelo Ministério da Educação e pela Fundação Itaú Social e coordenada pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Letícia Tancredi

Fonte: Site do MEC

terça-feira, 16 de novembro de 2010